jusbrasil.com.br
28 de Novembro de 2021

5 inovações tecnológicas para o setor público que você precisa conhecer

Análise operacionalizada, segurança adaptativa, Internet das Coisas e mais! Compreenda a revolução que novas tecnologias têm gerado no setor público.

Blog do Jusbrasil
Publicado por Blog do Jusbrasil
há 2 meses

Foi-se a época em que a burocracia e a morosidade prejudicavam a celeridade da atividade pública. Pelo contrário, hoje o gestor jurídico se depara com a tarefa de propor soluções inteligentes que melhorem o fluxo de trabalho dos colaboradores e os serviços prestados à população.

Ora, um atendimento de alto nível requer investimentos em tecnologia da informação e comunicação. E quando se trata de pesquisa jurídica de qualidade, é muito importante ter acesso a bancos de dados confiáveis, não é verdade? Porém, essa tarefa que parece simples não seria possível sem as inovações tecnológicas para o setor público.

Por conta disso, segmentos tradicionais em todo o Brasil estão passando por uma significativa Transformação Digital nos últimos anos, sobretudo o direito. Aliás, a expectativa é que até 2023, 33% das organizações públicas tenham um especialista cuidando da tecnologia jurídica.

Além disso, uma pesquisa de 2019 realizada pela Associação Brasileira de Startups (ABStartup) revelou um crescimento de 300% no número de Legaltechs e Lawtechs no setor jurídico do Brasil. Só naquele ano, o total de startups jurídicas era de 150 em todo o território nacional.

E então, ficou curioso para conhecer mais soluções para o setor jurídico?

O presente artigo foi criado especialmente para melhorar a sua atuação como advogado online e aumentar o potencial competitivo das organizações públicas, através de tecnologias inteligentes. Por isso, confira aqui como as inovações tecnológicas para o setor público podem agregar valor ao seu trabalho.

Como as inovações tecnológicas para o setor público afetaram o ambiente jurídico?

As inovações tecnológicas decorrentes da transformação digital afetaram de forma positiva o ambiente jurídico público e o trabalho do advogado.

Como consequência das exigências modernas de agilidade nos processos, confiabilidade e transparência na prestação de contas, organizações do setor público e privado tiveram que se adaptar à nova realidade e realizar investimentos em tecnologia.

Para exemplificar, 72% dos departamentos jurídicos investem cerca de 10% do orçamento anual em inovações tecnológicas para o setor público, segundo anuário Análise Executivos Jurídicos e Financeiros 2020.

Além disso, os dados da pesquisa ainda revelam que uma em cada quatro organizações estão investindo em tecnologia nos últimos dois anos. Isso mostra a preocupação das empresas em reduzir as tarefas repetitivas e otimizar o trabalho dos colaboradores.

Essas informações revelam a importância das inovações tecnológicas para o setor público do país. Sem dúvidas, as mudanças estruturais que estão acontecendo promovem uma melhora no serviço público oferecido à população e uma maior segurança, além de menos riscos de perda de dados sensíveis dos clientes.

Nesse sentido, as ferramentas digitais ajudam a aumentar a produtividade dos advogados, mitigar os erros causados pela ação humana e melhorar o cumprimento dos prazos.

Outrossim, sistemas mais modernos e automatizados tendem a ser intuitivos e reduzem a necessidade de treinamento dos servidores. Além disso, eles dispõe de funcionalidades que oferecem mais flexibilidade e autonomia ao funcionário público.

>>> Clique aqui e baixe o KIT de Transformação Digital para servidores públicos

Quais as vantagens das inovações tecnológicas para o setor público?

As vantagens das inovações tecnológicas para o setor público são:

  • Redução dos custos em organizações públicas
  • Facilitação da rotina jurídica dos operadores do direito;
  • Aperfeiçoamento dos serviços que são oferecidos no setor público;
  • Ampliação do acesso à justiça ao aliar tecnologia e direito;;
  • Gestão mais eficiente do tempo, recursos e pessoas.

Outro grande benefício para os servidores públicos é que cerca de 25% das suas tarefas podem ser automatizadas com uso da tecnologia. É o que aponta a pesquisa do Mckinsey Global Institute. Além disso, a adoção de inovações tecnológicas para o setor público pode reduzir em 13% o tempo gasto em atividades burocráticas.

Ou seja, o cenário atual é frutífero para o desenvolvimento de tecnologias ligadas ao mundo jurídico. Essas ferramentas digitais podem atender às demandas desse segmento que sofre com lentidão nos julgamentos e um volume grande de processos tramitando no judiciário.

Saiba a seguir como se deu o avanço das tecnologias da informação para o setor público no Brasil.

Como ocorreu a evolução da tecnologia jurídica no setor público brasileiro?

A evolução da tecnologia jurídica no setor público nacional ocorreu de forma gradual, porém, significativa. Tanto que é quase impossível pensar no exercício da atividade jurídica sem o auxílio da tecnologia, não é mesmo?

Para os advogados mais novos, pode parecer que as plataformas digitais sempre estiveram ao alcance das nossas mãos. No entanto, realizar uma consulta processual há um tempo atrás não era tão fácil assim.

Antigamente, advogados e profissionais do direito realizavam a busca por jurisprudências de forma manual e guardavam a documentação encontrada em bancos de dados físicos. Isso sem falar que o trabalho era considerado exaustivo, além de ocupar muito tempo do profissional. Porém, esses arquivos armazenados durante anos tornavam-se obsoletos.

Então, encontrar informação confiável e de qualidade era também um problema comum encontrado na era da advocacia digital. E essa ausência de celeridade comprometia a qualidade e o fluxo de trabalho.

Mas com a ascensão da internet na era digital, a criação do CNJ e a chegada de Lawtechs e Legaltechs no cenário nacional, como o Jusbrasil, os processos tornaram-se acessíveis nos sites dos tribunais. As ferramentas tecnológicas substituíram os antigos buscadores manuais e tornaram o processo mais assertivo.

O que são Legaltechs?

Legaltechs são startups que desenvolvem soluções tecnológicas para escritórios de advocacia, organizações públicas e empresas do setor jurídico. Sem dúvidas, elas ampliam as possibilidades do advogado no ambiente organizacional e privado.

Inegavelmente, a tendência segue como uma das inovações tecnológicas para o setor público que são mais necessárias. E apesar de recentes, elas encontraram um terreno fértil no Brasil, pois suprem as necessidades desse segmento.

Vale salientar que hoje existem mais de 50 startups jurídicas no território nacional, segundo dados da Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs (AB2L). Esse número chegava a 20 em 2017, o que significa que o Brasil possui uma forte demanda em desenvolvimento de ferramentas que tornem a rotina do advogado mais fácil.

A saber, a AB2L dividiu as Legaltechs em 13 categorias, tais como:

  • Analytics e Jurimetria;
  • Conteúdo Jurídico, educação e consultoria;
  • Inteligência artificial (Setor Público);
  • Resolução de conflitos online;
  • Automação e gestão de documentos;
  • Extração e monitoramento de dados públicos;
  • Rede de profissionais;
  • Taxtech;
  • Real Estate Tech;
  • Compliance;
  • Gestão de escritórios e departamentos jurídicos;
  • Regtech;
  • Civic Tech.

Fonte: AB2L

A seguir, falaremos sobre as funcionalidades PRO da Legaltech Jusbrasil. A empresa teve um papel fundamental nesse contexto de inovações, sobretudo no setor público. Além disso, a tecnologia possibilitou a centralização de documentos e a busca de jurisprudências em tribunais de justiça a nível nacional. Saiba mais!

O que é o Jusbrasil PRO?

O Jusbrasil PRO é uma tecnologia de busca jurídica que busca otimizar o tempo do advogado e otimizar as atividades realizadas por profissionais do direito. O objetivo é promover o acesso à justiça digital de forma democrática e prática, agregando facilidade ao dia a dia de profissionais do direito.

Assim sendo, a tecnologia de busca reúne num só local informações jurídicas que o Advogado Online precisa para atuar. Através das funcionalidades, é possível trazer uma economia de tempo e melhorar a produtividade nos tribunais de justiça.

Conheça as potencialidades do Jusbrasil PRO para o setor público e como essa tecnologia pode impactar de forma positiva no exercício do direito.

Como as funcionalidades do Jusbrasil PRO contribuem na rotina do servidor público?

Através do Jusbrasil PRO, funcionários públicos podem realizar pesquisas de jurisprudência, realizar o download de documentos e utilizar ementas prontas nas suas argumentações jurídicas.

Confira!

Pesquisa de jurisprudência

A pesquisa jurisprudencial faz parte da atividade diária de profissionais do direito. Mas o grande dilema compartilhado entre advogados é onde realizar a busca de forma rápida e segura. Isso porque a internet possui uma infinidade de sites e documentos disponíveis, que nem sempre são confiáveis.

Por isso, quem é PRO tem acesso a um acervo completo com Jurisprudências. Sendo assim, sua equipe poderá realizar buscas de forma unificada e ilimitada em tribunais de todo o país. A plataforma é segura, fácil de ser acessada, além de ser uma solução para otimizar o tempo do advogado.

Download de Documentos

E por falar em otimização de tempo, não há nada melhor que ter disponível na palma da mão documentos importantes e gratuitos para serem utilizados nas argumentações. E se tempo é dinheiro, essa funcionalidade PRO é super bem vinda!

Através do Jusbrasil PRO, é possível realizar o download de Diários Oficiais, artigos e legislação, de forma gratuita. Esses documentos podem ser armazenados e catalogados em pastas na nuvem, para serem utilizados quando o advogado precisar.

Modelos de Ementas

Com tantas atividades diárias, o advogado 4.0 precisa se virar em mil e uma funções para exercer a sua profissão. Por isso, o ideal é que as inovações tecnológicas para o setor público venham suprir essa lacuna de falta de tempo e ganho de produtividade.

Por isso, ser um membro PRO vai permitir que a sua equipe tenha acesso a modelos de ementas e peças jurídicas prontas para utilizar nos seus processos. Isso vai trazer mais agilidade ao trabalho do advogado e melhorar a rotina.

Desafios enfrentados na aplicação das inovações tecnológicas para o setor público

Só para ilustrar, 40% dos serviços públicos são disponibilizados digitalmente, segundo estudo da Consultoria Global IDC. Um número significativo e que merece atenção por parte dos gestores públicos.

Mas mesmo com os avanços dos últimos anos, o setor público ainda esbarra na burocracia quando o assunto é implementação de novas tecnologias para o setor público e uso inteligente da informação.

Por exemplo, muitas organizações não só reproduzem um modelo de administração desatualizado como também tornam mais lento esse processo de mudanças disruptivas.

Por isso, é preciso uma mudança de mentalidade dentro do setor público para que novos sistemas possam ser inseridos. Ou seja, é necessário focar na implementação de uma tecnologia que atenda a população e ofereça o acesso à justiça de forma justa.

Aliás, é fundamental pensar em soluções inovadoras de TI para o setor público. Em outras palavras, o direito precisa adotar uma nova postura e se apoderar dos softwares jurídicos que unifiquem e integrem as informações num só local.

Em suma, a eficiência dos serviços oferecidos pela gestão governamental está diretamente ligada à tecnologia e aos sistemas de automação e armazenamento em nuvem. E apesar dos desafios, as inovações tecnológicas para o setor público estão se tornando chave principal para o desenvolvimento do futuro do trabalho.

Quais são as 5 principais tendências e inovações tecnológicas para o setor público?

As principais tendências e inovações tecnológicas para o setor público nos próximos anos são:

  • Modernização de sistemas;
  • Xaas ou internet das coisas;
  • Análise operacionalizada;
  • Segurança adaptativa;
  • Serviços públicos hiperconectados.

Conheça as inovações tecnológicas para o setor público!

Um estudo do Gartner identificou algumas tendências tecnológicas no campo jurídico. São elas:

  • Modernização de sistemas

Alguns locais ainda utilizam tecnologias obsoletas, que podem trazer risco à segurança. E a proteção dos dados jurídicos é algo fundamental dentro das organizações.

De toda forma, a modernização acelerada visa modificar as estruturas centrais e implementar novas tecnologias para promover a segurança no setor público e privado. Por isso, a estimativa é que 50% dos negócios governamentais tenham investido em modernização até 2025. Certamente essa atitude irá melhorar a agilidade dos processos e trazer mais resiliência ao local.

  • Xaas ou internet das coisas

O XaaS também é conhecido pelo termo "Anything as a Service" e se refere à adoção de serviços de TI por assinatura ou na nuvem. Em outras palavras, essa tendência oferece uma infraestrutura à empresa e possibilita uma redução de tempo na entrega de serviços digitais.

Por isso, a meta é que 95% dos serviços oferecidos por agências governamentais sejam de forma digital até 2025.

  • Análise operacionalizada

A análise operacionalizada é uma estratégia baseada em inteligência artificial (IA) e aprendizado de máquina (machine learning), da qual são realizadas análises de cada etapa da atividade governamental. O seu objetivo é aumentar a eficácia e eficiência antes da tomada de decisão.

Dessa forma, líderes poderão melhorar a experiência do cliente/ cidadão baseado em dados. Segundo a pesquisa, o objetivo é que até 2024 haja um investimento de 60% na análise de dados do setor público e em inteligência artificial.

  • Segurança adaptativa

A segurança adaptativa irá garantir que o software trabalhe em cima da prevenção e detecção de erros no sistema. Por exemplo, ferramentas utilizadas no setor público terão uma margem de erro muito baixa, trazendo mais confiança para o trabalho humano.

Para tal feito, espera-se um investimento maior em TI dentro do setor público até 2025.

  • Serviços públicos hiperconectados

Essa inovação visa automatizar o serviço público através de tecnologias variadas, como plataformas e ferramentas, promovendo uma melhor gestão jurídica. A pesquisa prevê que cerca de 75% dos governos utilizem softwares jurídicos até 2024 e que exista o mínimo de intervenção humana.

Decerto que órgãos governamentais e públicos possuem um grande potencial de expansão, que pode ser acelerado com o uso de tecnologias jurídicas e sistemas automatizados.

Portanto, se você é um gestor jurídico que atua no setor público, porque não inserir a inovação digital na sua equipe? Entre em contato com o Jusbrasil e conheça todas as possibilidades para transformar e otimizar o serviço público no Brasil!

>>> Clique e conheça os planos de assinatura do Jusbrasil PRO para instituições públicas

Escrito por Liz Santana

2 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Muitos são os fatores que impedem a participação dos cidadões no exercício da cidadãnia, a administração pública tem tecnologia a disposição dos cidadões... continuar lendo

adorei este conteudo continuar lendo