jusbrasil.com.br
14 de Agosto de 2022

Data marketing: saiba como desenvolver uma comunicação estratégica baseada em dados e métricas

Saiba como utilizar dados de negócio para embasar as ações de marketing e comunicação estratégica no seu escritório de advocacia!

Blog do Jusbrasil
Publicado por Blog do Jusbrasil
há 5 meses

Como é possível estruturar uma estratégia de comunicação estratégica baseada em dados? Ora, se você não sabe exatamente para quem e porque desenvolve o marketing jurídico no seu escritório, esse texto é para você!

A priori, é compreensível que gráficos com dados, métricas de crescimento, KPI's e outros termos do marketing digital, não sejam tão fáceis de entender. Afinal, advogados estão mais acostumados a lidar com leis e pessoas..

Mas a verdade é que atualmente, um bom profissional do direito tem por obrigação acompanhar as preferências do seu cliente. E isso só é possível através de ferramentas tecnológicas que medem resultados, com base em dados.

Em outras palavras, estamos imersos numa cultura data marketing, o que é basear suas ações de comunicação de forma em dados. Através dela é possível monitorar a interação dos visitantes no seu site ou aplicativo, descobrir os padrões de comportamento do público dentro de um canal de comunicação, monitorar o tráfego de uma rede social e adotar estratégias de mercado condizentes com o propósito da empresa.

Aliás, são os dados que permitem analisar as tendências, os hábitos do cliente, além de desenvolver serviços e produtos para determinado grupo de pessoas.

A partir da coleta de dados, o advogado pode desenvolver novos insights para fazer análises de mercado, diagnosticar problemas e oportunidades, além de explorar todo o potencial do seu escritório.

Enfim, não há mais como retroceder. Estamos vivendo a era dourada dos dados, da construção de um novo mindset orientado pela cultura data driven e do marketing influenciado por novas referências digitais.

Por isso, confira nesse artigo um conteúdo completo sobre data marketing e estratégias eficazes para atrair, fidelizar e encantar o seu público ideal.

Vamos lá!

>>>> Baixe agora gratuitamente a Cartilha de Marketing Jurídico para Escritórios de Advocacia

O que é Data Marketing?

Data marketing ou "data driven marketing" é a inserção dos dados estruturados como principal fonte para a tomada de decisões dentro do marketing e business development de uma empresa. Sendo assim, todos os passos que envolvem a definição da persona, criação de campanhas, escolha dos canais e produção de conteúdos é direcionado pelos dados.

Para que você entenda melhor, de acordo com a pesquisa 100 Data and Analytics Predictions Through 2021 da Consultoria da Gartner, mais de 90% dos dados coletados nos últimos três anos não foram utilizados de forma proveitosa. Isso se deve ao fato de que muitas organizações, incluindo escritórios de advocacia, ainda não possuem uma cultura interna orientada pelo uso de dados.

É sabido também que dados aleatórios, coletados sem um planejamento, não revelam muita coisa. Por exemplo, um gráfico pode mostrar a idade do seu público, mas como essa informação pode ser utilizada para melhorar a sua reputação ou potencializar seus resultados?

Não há dúvidas de que as ferramentas de coleta, tratamento e análise de dados são relevantes. Mas, quando utilizadas em conjunto com a inteligência humana, esses dados se transformam em insights úteis para tornar as estratégias mais aprimoradas.

Vale salientar que o data marketing está se tornando uma prática muito comum dentro do marketing digital. Através dele, hoje é possível saber os passos dos clientes e visitantes que passeiam pelo seu site. Além disso, você poderá monitorar o desempenho das suas ações e ter informações mais consistentes para tomar decisões.

Sendo assim, o escritório que se baseia em data marketing tem mais chances de acertar nos seus objetivos. E você ainda poderá correr riscos conscientes e promover um diferencial nesse mercado amplamente competitivo e exigente por eficiência nos resultados.

Para que serve o data marketing?

O data marketing serve para que você consiga construir uma estratégia digital, baseada em dados. Por exemplo, você pode estar em busca da sua persona ideal. Ou seja, o conjunto de pessoas com perfil semelhante, que fechariam negócio com seu escritório.

Para tal, é fundamental que você entenda quem são essas pessoas, do que gostam, como vivem e quais são os seus problemas, desafios e motivações.

Contudo, você pode estar se perguntando de onde essas informações podem ser coletadas. Simples: inicialmente, você pode recorrer às ferramentas do Facebook Insights e Google Analytics para visualizar os dados da sua persona. Assim será possível ter acesso ao seu histórico e entender quem é a sua audiência.

Ademais, graças aos avanços tecnológicos, o setor jurídico já pode contar com ferramentas específicas, que auxiliam os advogados nessa tarefa. Através de softwares jurídicos que utilizam a inteligência artificial é possível ter acesso a informações importantes que ajudam o advogado a construir uma estratégia digital mais assertiva.

Segundo a pesquisa InterAction, escritórios de advocacia de "alto crescimento" (aqueles que tiveram um aumento significativo de mais de 20% em 2020), eram mais propensos a rastrear métricas para esforços de data marketing do que outros negócios com crescimento mais lento.

Sendo assim, o que podemos perceber é que empresas que se baseiam em data marketing possuem uma maior probabilidade de serem mais bem-sucedidas. Mas para isso, é fundamental utilizar ferramentas tecnológicas para tomar decisões mais eficientes, baseadas em data driven.

>>>>Baixe o e-book gratuito com 30 ferramentas para advogar na era digital

Qual a importância em implementar uma cultura data driven no seu escritório?

A importância em implementar uma cultura data driven em seu escritório dá-se no momento de tomar decisões ou organizar estratégias mais assertivas. Isso porque a cultura data driven coloca os dados no centro das ações, e assim, fortalece sua gestão jurídica.

Associada à jurimetria, ao data marketing e ao legal analytics, ela vai te ajudar a melhorar o desempenho das equipes e trazer mais produtividade. É o que afirma o relatório "Strength in Numbers: How Does Data-Driven Decision-making Affect Firm Performance?", promovido pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e Universidade da Pensilvânia.

A propósito, quantas vezes durante a sua carreira, não ocorreram erros e situações que poderiam ter sido evitadas se ao invés de decisões emocionadas, existissem fatos concretos ou um histórico de dados para o ajudar a prever tendências. Os danos poderiam ser drasticamente reduzidos, não é mesmo?

Com a premissa data driven, o seu escritório pode tomar decisões embasadas em dados. E quando falamos em marketing data driven, as estratégias podem ser mais direcionadas para a construção de um conteúdo que atraia o seu público ideal.

Relação entre o Data Marketing e o Marketing de Conteúdo

Sabe-se que o marketing de conteúdo é a base do marketing jurídico. Além disso, quem deseja adotar uma postura mais data driven no seu escritório deve investir nessa estratégia digital. Afinal, ela consiste em criar conteúdos interessantes para a audiência, com o objetivo de atrair essas pessoas, gerar interesse nelas e aproximá-las do negócio.

Mas qual a relação entre o data marketing e o marketing de conteúdo?

Em resumo, decisões voltadas para a construção de conteúdo, que são orientadas por dados, são mais assertivas e bem direcionadas. Isso porque os dados trazem informações essenciais sobre o comportamento do público, as estratégias dos concorrentes e o desempenho do público. Para o levantamento desses dados, você pode utilizar o Google Analytics, caso publique no blog do seu site ou analisar indicadores de engajamento, como quantidade de curtidas que um artigo compartilhado em outros sites, como na Comunidade Jusbrasil, tem por exemplo.

Ademais, com o aumento dos investimentos em data marketing durante a pandemia e a subsequente aprovação do uso de marketing por escritórios e advogados pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), os profissionais do direito puderam ampliar as fronteiras digitais.

Segundo levantamento realizado pela Lets Marketing, consultoria de marketing jurídico, as redes sociais se tornaram o principal instrumento de 71% dos escritórios de advocacia entrevistados. Mídias como Instagram, Facebook e LinkedIn se tornaram importantes ferramentas para tornar o negócio conhecido e se posicionar dentro desse segmento.

Vale mencionar que apenas 16% das bancas consideram os podcasts jurídicos como um recurso de marketing.

Para complementar, Rodrigo Martins, advogado da banca full-service CMartins, viu os investimentos em marketing elevarem a receita de 1% para 5% de 2019 para 2020. Além disso, o tráfego do site do escritório elevou 70% por conta dos posts com conteúdo informativo postados no Linkedin.

Em suma, “os escritórios estão conhecendo um caminho novo para se fazerem conhecer. E há uma estrada longa a percorrer dentro do que é permitido”, é o que diz Rafael Gagliardi, CEO da Let 's Marketing.

Quais os benefícios do Data Marketing para escritórios de advocacia?

Os benefícios do data marketing para escritórios de advocacia são:

Conhecer a sua audiência

Como já foi dito, o data marketing auxilia as empresas a entenderem melhor quem é o público com o qual ela se comunica. Ter esse conhecimento é crucial no momento de desenvolver o marketing de conteúdo do seu escritório e oferecer aquilo que a sua audiência deseja consumir.

Em outras palavras, você saberá quem são essas pessoas, quais são as suas motivações e desafios e o que querem resolver ao buscarem o seu escritório. Quando você conhece as características dessa pessoa, poderá entender o seu comportamentos. Afinal, é com essa persona que você irá se comunicar.

Planejar pautas de conteúdo

O data marketing na prática também ajuda a entender o que os seus clientes estão buscando na internet. Sabe-se que as pesquisas no Google são importantes fontes para que a empresa entenda as intenções de busca e os assuntos mais procurados pelos usuários.

Então, aproveite esses dados para definir suas pautas, aumentar as chances de atrair outras pessoas e melhorar o tráfego do seu site ou rede social. Além disso, você poderá melhorar o seu conteúdo e conquistar melhores posições no Google.

Mapear os melhores canais de conteúdo

A análise de dados também revela quais os melhores meios para publicar e promover os conteúdos, como Instagram, Facebook, Blog, E-mail, etc. Assim, você poderá criar conteúdos específicos para cada mídia e otimizar as etapas antes da contratação do seu serviço.

Ademais, provavelmente você já ouviu falar em funil de marketing ou de vendas. A sua persona irá passar por diversos canais ao longo desse percurso, também chamado de jornada de compra. Por esse motivo, é importante saber quais são as principais plataformas utilizadas e ajudar a conduzir o seu cliente até a levantada de mão.

Monitorar a concorrência

Os dados também são importantes para que você tenha uma visão holística sobre o que acontece dentro e fora da sua empresa. Por esse motivo, o data marketing vai te ajudar a mapear e entender o mercado e as estratégias dos concorrentes, se inspirar com as tendências no segmento jurídico e verificar o que está dando certo ou não.

Além disso, você ainda pode monitorar a sua posição dentro do mercado e saber quem compete com sua empresa pelos resultados no Google. Ou seja, um grande passo para conquistar o seu próprio espaço no ambiente online.

Identificar padrões de comportamento

Um dos objetivos do data marketing é identificar sazonalidades e padrões de comportamento. Mas como assim?

Sabemos que a busca mais intensa na internet por "itens de natal" ocorre sobretudo no período de final do ano. Ou seja, já há uma tendência clara de crescimento no mês de dezembro.

Da mesma forma, o seu escritório pode se utilizar dessa informação para produzir conteúdos específicos em determinadas épocas do ano. Ou seja, você irá criar conteúdos que sua audiência quer ver.

Otimizar a experiência do consumidor

O data marketing te ajuda a identificar os conteúdos que possuem um melhor desempenho. Além disso, você pode monitorar os principais indicadores do seu interesse, como conversão, alcance e tempo na página.

E uma análise mais profunda sobre os conteúdos irá mostrar as abordagens, temas, canais e formatos que geram interesse e potencializam os resultados. Afinal, o cliente está no centro de tudo, segundo a pesquisa Global Marketing Trends 2022.

Identificar os conteúdos mais interessantes

Um dos maiores objetivos dos escritórios modernos é proporcionar uma experiência incrível aos seus clientes. Por isso, é importante que você saiba quais são os assuntos de interesse dessas pessoas, suas dúvidas e necessidades. Então, utilize o data marketing para otimizar essa estratégia.

>>>>Baixe agora mesmo o Coletânia Completa de transformação digital para escritórios de advocacia

Como implementar o Data Marketing no direito?

Para implementar o data marketing no direito você deverá:

#1 Seguir a LGPD e normas de publicidade

Certamente você já conhece a Lei Geral de Proteçâo de Dados Pessoais, sua importância nos escritórios de advocacia e as sanções no casos de não aplicação da lei. Esse é um dos marcos regulatórios que define regras de cibersegurança para proteger dados sigilosos das empresas e dos seus clientes.

Por isso, quem trabalha com data marketing e tecnologia deve manter uma política de transparência e informar aos seus clientes sobre a finalidade do tratamento. Então, se você utiliza informações nas estratégias de conteúdo, deve ter como base a LGPD.

#2 Usar dados de negócio para basear suas ações de marketing

Escritórios que possuem uma cultura data driven podem utilizar os dados em vários setores internos. Por exemplo, é possível gerar insights para a área de vendas e isso impactar positivamente no setor financeiro.

Nesse sentido, se seu escritório conta com uma ferramenta de otimização e centralização de dados, embasar suas ações de marketing e integrar esses dados ao departamento ou equipe de marketing fica mais fácil.

Foto: Rock Content

Um exemplo de tecnologia que pode contribuir com tal estratégia data driven é o Jusbrasil PRO para escritórios de advocacia. Com seus planos de assinatura, é possível otimizar sua pesquisa jurídica, o embasamento de suas teses e também observar tendências de decisões do Poder Judiciário sobre determinada matéria.

Ou seja, toda a equipe estará envolvida nas estratégias de data marketing e poderá trabalhar de forma coletiva, como explica o processo no gráfico a seguir:

#3 Saber quais dados deve monitorar

Para potencializar a sua estratégia, é necessário explorar tudo o que o data marketing nos oferece. Então, fique atento aos tipos de dados disponíveis e quais deles podem ser utilizados como insumo para suas ações.

Além deles, existem os dados qualitativos e quantitativos, que auxiliam na estratégia do data marketing. Eles revelam padrões de comportamento e ajudam a entender o comportamento do público.

#4 Utilizar ferramentas de análise de dados

Por fim, não há possibilidade de fazer data marketing sem utilizar ferramentas de coleta e análise de dados. São elas que nos dão uma visão holística e disponibilizam relatórios e gráficos que podem ser utilizados para gerar insights e otimizar as estratégias.

Dessa forma, o data marketing exige que o escritório do futuro utilize um suporte para análise de dados. Agora que você já sabe como fazer data marketing, conheça a seguir uma ferramenta necessária ao dia a dia dos profissionais do direito que precisam ter acesso a dados confiáveis.

#3 Aprofundar os conhecimentos sobre o seu cliente

Conhecer o perfil demográfico do seu público e dados como idade, gênero e localização são importantes. Contudo, é necessário mais do que isso para criar uma estratégia de data marketing. Até porque, também é preciso conhecer as motivações, interesses e comportamento dos seus usuários.

Ter esses conhecimentos te ajudará a produzir o conteúdo que o seu cliente quer saber. Dessa forma, os dados servem para conhecer as necessidades e dúvidas das pessoas, se aproximar do público e criar uma espécie de relação sólida com ele.

Além disso, os dados podem te ajudar a entender o que motiva as pessoas, quais são os principais valores e o momento atual da vida delas. Sem dúvidas, você poderá se conectar muito mais com o seu cliente e criar conversas que possuem algum sentido e significado .

Advogados não estão acostumados a trabalhar com big data, então é importante que você fique atento para não se perder em meio a tantas informações extraídas a partir da inteligência dos sistemas.

Em outras palavras, saiba priorizar os dados que devem ser monitorados, de acordo com os objetivos traçados no planejamento dentro da sua estratégia de data marketing e gestão jurídica de resultado.

Soluções Jusbrasil para gerar dados estruturados e insights

Hoje, o Jusbrasil oferece duas soluções sofisticadas que contribuem para a geração de insights e de dados estruturados: o Digesto, uma empresa Jusbrasil e os planos de assinatura do Jusbrasil PRO.

Enquanto o Digesto provê um alto volume de dados estruturados referentes à informações processuais de diferentes casos, o Jusbrasil PRO possui o maior e mais completo acervo de jurisprudência do Brasil - com com súmulas do STJ e STF, precedentes, vinculantes e, ainda, modelos e teses pré-formatados para atribuir celeridade ao dia a dia do seu time.

Munido com tais tecnologias de ponta, seu escritório consegue:

  • Mais assertividade nas estratégias, sobretudo por causa da ajuda da análise de dados;
  • Receber informações relevantes para a tomada de decisões;
  • Ganhar tempo para investir no data marketing, como buscar conteúdos interessantes;
  • Centralizar informações e dados processuais.

Então, vamos avançar para um direito mais estatístico e orientado por dados?

>>>> Clique aqui e descubra tudo que o Jusbrasil PRO pode fazer pelo seu escritório hoje mesmo!

Informações relacionadas

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL: AREsp XXXXX PE 2014/XXXXX-7

Blog do Jusbrasil
Artigoshá 5 meses

Gestão data driven de contencioso: qual a melhor forma de fazê-la?

Blog do Jusbrasil
Artigoshá 5 meses

Fraude virtual: veja como proteger o seu escritório de ataques cibernéticos

Blog do Jusbrasil
Artigoshá 4 meses

Fórum Relações Trabalhistas: Novos Modelos e Impactos para o Mercado. Inscreva-se já!

Blog do Jusbrasil
Artigoshá 5 meses

#JusbrasilRecomenda: 5 obras cinematográficas que retratam a realidade do Direito Penal no Brasil e no Mundo

1 Comentário

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Contéudo muito rico de informações. Parabéns ! continuar lendo