jusbrasil.com.br
7 de Abril de 2020

Ecossistema jurídico moderno: como implementá-lo no seu escritório de advocacia?

Blog do Jusbrasil
Publicado por Blog do Jusbrasil
há 3 meses

Lawtechs, Legaltechs, inteligência artificial, inovação da advocacia, advocacia do futuro e o futuro da advocacia são termos cada vez mais frequentes entre os advogados. Em 2020 esses assuntos ganharão ainda mais relevância e já fazem parte do que podemos chamar de ecossistema jurídico moderno.

Para você se recordar das aulas de biologia durante o ensino fundamental, podemos dizer que ecossistema, resumidamente, é o nome dado a um ambiente no qual os seres que nele vivem interagem entre si, criando um sistema estável, equilibrado e autossuficiente.

Fazendo uma analogia com o mundo da advocacia, o ecossistema jurídico moderno seria o ambiente onde escritórios de advocacia, advogados, estagiários – e os clientes também – produzem, estimulam e desenvolvem suas atividades de forma inovadora – ou disruptiva.

Semana passada, abordamos a questão com foco na aplicação de métodos mais ágeis na gestão de fluxos de informação de escritórios. Hoje vamos trazer a abordagem para a criação de novo contexto tecnológico e organizacional de escritórios de advocacia.

O cenário tecnológico atual trouxe grandes e significativas mudanças, seja na forma como o advogado se posiciona no mercado, se relaciona com o cliente, conduz seu escritório, monta sua equipe jurídica ou mesmo se poderá dispensar uma sala de escritório.

Não se trata apenas do uso de ferramentas tecnológicas para controlar seus prazos, mas, sim, de um jeito diferente e moderno de pensar e de conduzir os negócios.

Tudo isso faz parte de um ecossistema jurídico moderno e, assim como um ser não pode viver fora do seu ambiente de equilíbrio natural, seu negócio poderá estar com os dias contados se não estiver adaptado a essas mudanças e fizer parte delas.

Mude seu jeito de pensar

Talvez esse seja o ponto inicial.

Você já deve ter ouvido falar dos inúmeros casos de pessoas que ganharam na loteria e, depois de algum tempo, tinham gastado tudo e estavam pobres novamente.

Mas por que isso acontece? Bom, a maioria das pessoas simplesmente querem ter algo, mas elas se esquecem que, para ter, antes elas precisam ser.

Ou seja, as pessoas que ganham na loteria de um dia para a noite passam a ter muito dinheiro, mas como não “são ricas” – ou melhor, não pensam como os ricos –, não sabem como construir riqueza e acabam fazendo o contrário: gastam tudo.

No caso de uma atuação jurídica moderna, não adianta você ter o melhor conhecimento, o melhor escritório, a melhor mesa e cadeiras se você não sabe o que fazer com tudo isso e, pior ainda, se você tem uma mentalidade presa ao tradicionalismo e valoriza apenas a execução dos serviços jurídicos, como, geralmente, ensinam na faculdade.

Para fazer parte desse ecossistema da advocacia do futuro você precisa, primeiramente, adotar mudanças no seu jeito de pensar, começando pelo seu propósito como advogado e pela missão e valores do negócio jurídico moderno que você quer construir.

O uso das ferramentas e toda tecnologia será apenas um meio para te ajudar com isso.

Novos conhecimentos e habilidades são bem-vindos nesse ecossistema

Se você está disposto a mudar o seu jeito de pensar, já entendeu que adquirir novos conhecimentos e habilidades é essencial para sobreviver no ecossistema jurídico moderno.

Um estudo realizado pela Dell, uma famosa empresa de computação, revelou que 85% das profissões de 2030 – isso mesmo, daqui a apenas 10 anos – ainda nem foram inventadas.

Isso quer dizer que muitos problemas que existem hoje e necessitam de soluções jurídicas podem deixar de existir até lá. Por outro lado, outros problemas irão surgir, exigindo de todo operador do Direito novas soluções.

Estar inserido nesse ecossistema de inovação jurídica é entender todo esse dinamismo do mercado e o que você precisa saber para estar em destaque e ser lembrado pelos clientes potenciais.

Seja muito bom em Direito Civil, por exemplo, mas não deixe de aprender sobre gestão e marketing, sobre pessoas e seus comportamentos, além de mitigação de riscos, conciliação e técnicas de negociação.

O que precisa mudar em seu escritório?

Depois de entender um pouco mais sobre a importância de ser antes de ter, você agora pode olhar para o seu escritório e ver o que pode ser transformado a partir das mudanças ocorridas em você mesmo.

Quais atividades são executadas em seu escritório de advocacia? Quem são os responsáveis por elas? Existe algo que pode ser otimizado ou terceirizado? Existe alguma área importante que não está recebendo a devida atenção?

É importante que você mapeie tudo isso e identifique o que dá para melhorar e qual o nível de prioridade para cada item a ser melhorado.

Depois, mão na massa!

O que fazer para mudar?

Você vai perceber que algumas coisas simples podem trazer resultados imediatos e significativos, sem investimentos financeiros.

O uso de alguma ferramenta básica como uma planilha pode ser suficiente para resolver o controle financeiro do que entra e sai do caixa, por exemplo.

Você pode utilizar também o próprio Escritório Online, que foi planejado para se tornar uma extensão do seu escritório na rede.

Também, algumas mudanças nos processos internos e na divisão de tarefas será suficiente para otimizar o tempo, pois você pode terceirizar uma atividade mais operacional e se dedicar à outra mais estratégica e que deve ser desempenhada exclusivamente por você.

Acho que você entendeu a ideia, não é?

A importância de inspirar a equipe

Da mesma forma como não adianta uma equipe engajada em inovar se você preza pelo tradicional, como já vimos nesse texto, não adianta nada você ser um advogado inovador se a equipe do seu escritório de advocacia não estiver engajada nisso também.

O ecossistema jurídico moderno é extremamente dinâmico e você e toda a sua equipe precisam estar inseridos nele, conversando com outros profissionais, lendo notícias sobre o assunto, participando de eventos relacionados à inovação na advocacia e, claro, promovendo conversas no próprio escritório.

A importância de manter o ecossistema vivo

Provavelmente todo mundo vai se sentir empolgado nos primeiros meses, e essa energia poderá ir se esgotando quando os resultados não vêm imediatamente.

Mas a realidade é que, geralmente, nenhum resultado vem no curto prazo. Isso é exceção.

Portanto, ao engajar a equipe sobre a cultura de inovação do seu escritório de advocacia, é importante deixar claro que isso não é apenas uma fase, uma tendência ou uma “moda” do mundo jurídico, mas algo que veio para ficar e que irá transformar o negócio.

Conclusão

Mudar o jeito de pensar e adquirir novas habilidades são os primeiros passos para o sucesso do negócio - o “ser” vem antes do “ter”, lembra?

Se o seu escritório não possui métodos definidos, falta divisão de tarefas e os valores organizacionais não estão claros, dificilmente sobreviverá no ecossistema jurídico moderno.

A inovação só será uma realidade quando presente nos processos internos, quando toda a equipe estiver engajada e quando, realmente, todos tiverem a liberdade para inovar, pois faz parte da cultura do escritório.

O uso de uma boa ferramenta será apenas “a cereja do bolo”.

Texto por Pedro Custódio

4 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

@pedrocustodion Sensacional ver você escrevendo com a gente também. Parabéns pelo texto, Pedro! continuar lendo

Oi, Nat! :)

Poxa vida! Eu é que fiquei extremamente feliz pelo convite de fazer parte desse projeto! :)

Se quiserem me chamar para curtir uma praia em Salvador também fiquem à vontade! Haha!

Abraços! continuar lendo

Sensacional! Parabéns pelo texto! continuar lendo

Texto claro, objetivo e preciso. Parabéns! continuar lendo