jusbrasil.com.br
19 de Outubro de 2021

Correspondentes jurídicos em tempos de COVID-19

A diversificação enquanto alternativa para manter a receita durante a crise.

Blog do Jusbrasil
Publicado por Blog do Jusbrasil
ano passado

Com as atividades presenciais dos Tribunais de Justiça brasileiros funcionando apenas em regime emergencial, muitas pessoas têm se perguntado: como fica o trabalho dos correspondentes jurídicos?

Esse texto pretende esclarecer quais são algumas das principais demandas por diligências solicitadas na plataforma Jurídico Certo em tempos de quarentena, a fim de auxiliar escritórios de advocacia com dicas práticas para contratação do serviço de correspondência durante a quarentena, bem como ajudar correspondentes jurídicos a diversificarem seus serviços para enfrentar a crise.

Tempos de quarentena, serviços diversificados

O isolamento social exige uma diversificação das opções de serviços de correspondência jurídica a fim de atender às novas demandas da quarentena. Nesse sentido, a plataforma Jurídico Certo pode auxiliar escritórios de advocacia a encontrarem profissionais preparados para prestação de diligências. Atualmente, as principais demandas da plataforma são as seguintes:

Realização de audiências online

É o início de uma nova era no Judiciário brasileiro, que prevê a realização de audiências via videoconferência. Correspondentes jurídicos que possuem expertise para realização de sustentações oral, e ofereciam esse serviço presencialmente nos fóruns, agora se colocam disponíveis para a tarefa em meio virtual.

A contratação de correspondentes jurídicos para essa função é uma boa forma de desafogar escritórios que trabalham com demandas em massa.

Elaboração de análises e pareceres

Um dos principais desafios do mundo jurídico atual é conseguir acompanhar todas as inovações legais que vêm surgindo devido à pandemia do coronavírus. A realidade de isolamento social e as numerosas Medidas Provisórias e normas que tentam acompanhar a realidade material brasileira exigem muito foco e estudo para compreender o momento.

Um serviço muito útil que vem sendo oferecido por correspondentes jurídicos é a elaboração de análises e pareceres jurídicos, que auxiliam a compreensão total de uma demanda.

Acompanhamento processual

O acompanhamento de processos é cada vez mais feito de forma online, pelo acesso aos portais dos Tribunais de Justiça de cada Estado. A diligência pode envolver, ainda, entrar em contato com a secretaria da Vara ou Câmara na qual o processo se encontra localizado. A contratação de um correspondente jurídico para a tarefa pode auxiliar a organização interna.

Protocolos digitais

O processo judicial eletrônico já é uma realidade em muitas cidades brasileiras. Com o retorno do andamento dos prazos de processos eletrônicos no dia 04/05/2020, devido à publicação da Resolução nº 314 do Conselho Nacional de Justiça, foi criada uma demanda para realização de protocolos digitais. Correspondentes jurídicos que possuem inscrição na OAB, e token ativo, podem oferecer esse tipo de serviço.

Emissão de guias e certidões

São diversas as guias e certidões que podem ser emitidas on-line, e que são úteis e necessárias para vários serviços jurídicos e extrajudiciais: certidões negativas de débito, certidões judiciais eleitorais, certidões criminais negativas, guias de recolhimento de tributos.

Os exemplos são diversos, e tomam tempo que o escritório de advocacia poderia utilizar em outras demandas. É importante ressaltar, ainda, que os Estados não possuem um sistema unificado para emissão de guias e certidões, o que torna o procedimento ainda mais lento - cada Estado possui seu próprio formulário online para emissão. Nesse sentido, uma boa opção é a contratação de um correspondente jurídico que ofereça esse tipo de diligência.

(Exemplo do sistema de solicitação de certidões online do TJMG)

Considere a contratação de serviços de marketing jurídico

Estamos vivendo um momento de hiperdigitalização. Fortalecer a presença online do seu escritório é uma forma essencial para conseguir captar novos clientes. Considere a contratação de serviços de marketing jurídico a fim de te auxiliar a construir a autoridade de seu escritório no mundo digital.

Para isso, além do uso das redes sociais, estude maneiras de aproveitar bem todas as plataformas digitais disponíveis. Não se esqueça de manter uma presença digital forte na Comunidade Jusbrasil, que permite a troca de conhecimentos com profissionais de todo o Brasil.

Aproveitamos a oportunidade de engajamento online do Blog Jusbrasil para perguntar: como você vê a possibilidade de adaptação da correspondência jurídica para tempos de Covid-19?


Texto de Manu Halfeld

7 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

A verdade é que os correspondentes jurídicos já sofriam há tempos com a desvalorização. Propostas de R$ 50,00 ou R$ 100,00 reais já eram comum antes da pandemia, imagine agora sendo online, isso se oferecerem. continuar lendo

Assino em baixo Dra. Já tive a oportunidade de praticar tais serviços, falo que ainda existem vários escritórios sérios que valorizam os correspondentes com pagamentos justos, mas a grande maioria infelizmente, vem com essas bagatelas. Com pesar acredito que o correspondente jurídico sofrerá grandes perdas por conta desse "bum" tecnológico. continuar lendo

Com a chegada do Coronavírus, quase não recebo mais diligências. E não aceito também essas propostas indecentes. continuar lendo

A desvalorização do trabalho dos correspondentes é um problema que levamos muito a sério aqui no Jusbrasil/Jurídico Certo, @aliceaquino!

A ideia da ferramenta é fazer uma ponte entre quem precisa das diligências e quem pode atendê-las, diminuindo custos de intermediação de logísticas e democratizando esse acesso (antes restrito a uns poucos "amigos" que conseguiam ser indicados para tanto).

Infelizmente, a pandemia afetou drasticamente o número de demandas e nossa expectativa é de que esse volume volte a crescer conforme os níveis de segurança permitam certa flexibilização nos regimes de isolamento de tribunais e outras repartições públicas continuar lendo

Pior é aquele escritório que já coloca na descrição do serviço que o valor da demanda é R$30,00. continuar lendo

topp continuar lendo